Siga o 'Madonna ever'

RSS
Premium WordPress Themes

04 dezembro 2009

Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Florença: Óscar Casares participa com um quadro da "Madonna"

image

O pintor Óscar Casares participa na Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Florença, Itália, que abre sábado, com um quadro da cantora Madonna intitulado "Virtudes da alma eclipsadas pela diva Madonna".

Em declarações à Lusa, o artista de Braga adiantou que se trata de uma obra artística que vai "muito para além do retrato".

O evento decorre de 5 a 13, na Fortaleza de Basso, com a participação de 650 artistas, seleccionados por um júri internacional.

Segundo Óscar Casares, o quadro não foi mostrado antes da abertura da Bienal: "A pintura e a sua composição são absolutamente originais e não uma simples reprodução fotográfica", sublinhou.

O pintor, de 31 anos, que se tornou mundialmente conhecido nos meios artísticos pelos quadros que criou em torno de personagens como Nicole Kidman e o Papa João Paulo II, foi pessoalmente convidado pela comissão organizadora do evento. Confessa-se surpreendido pelo destaque dado pela organização da Bienal à sua obra nos documentos de divulgação.

Óscar Casares salienta que o quadro não tem quaisquer propósitos financeiros ou publicitários, devendo parte do produto da sua venda ser entregue a uma organização não-governamental.

"Madonna foi sendo informada de todo o processo artístico e logístico que envolveu o trabalho", salientou.

Na tela, Madonna surge com um vestido vermelho e rodeada de três tigres: "Esta pintura pode ser classificada como arte fantástica. A fantasia faz parte da arte desde os seus primórdios, mas tornou-se especialmente importante com o Maneirismo, o Romantismo, o Simbolismo e o Surrealismo", refere.

O artista acrescenta que procurou representar Madonna como símbolo de amor, graça e deleite: "Ela mistifica a maravilhosa glória da paixão ao serviço de um ideal - eterna juventude, beleza e espiritualidade", explica.

Casares acrescenta que a pintura realça na conhecida cantora norte-americana "o seu lado mais humano, mas menos publicitado".

Normalmente somos atraídos para o seu lado excêntrico. Contudo, aqui ela irradia beleza", afirma.

O quadro, que tem 260 centímetros de largura por 180 de altura, foi pintado, a óleo, durante 2.700 horas entre Novembro de 2008 e Abril de 2009.

A sua concepção e produção foi acompanhada por uma equipa de peritos, que incluiu o pintor António Alijó, como curador, a historiadora e teóloga Patricia E. Carías, a pintora e cartoonista Erna Kaluza, a arquitecta e coordenadora de projectos artísticos e culturais Natália P. Vieira, e o teólogo e arquivista José Carlos Véchina.

No catálogo da obra, Erna Kaluza escreve que o quadro "é outra grande obra de arte de Óscar Casares".A obra do autor encontra-se espalhada por mais de 300 colecções privadas através do mundo.

Abaixo, imagens do cartaz da exposição e da obra de Casares em homenagem a Rainha do pop:

casares_1

  casares_2 casares_3

casares_4

DN Cartaz / oscar-casares.com

0 comentários:

Madonna Ever - Madonna sempre!