Siga o 'Madonna ever'

RSS
Premium WordPress Themes

03 maio 2010

Review: Madonna emociona portenhos

A segunda e última turnê de Madonna que chegou à América Latina, no fim de 2008, foi conturbada antes mesmo de a diva pop estar perto de chegar. Pré-cadastro, rede congestionada, lágrimas de quem achava que estava de fora até que finalmente foram anunciados shows extras no Rio e em São Paulo.

Para ser adicionado às lembranças desse período - e da memorável performance da loura - chega às lojas Madonna - Sticky & Sweet Tour (R$ 50 em média), com registros em CD e DVD da passagem da cantora por Buenos Aires. Previsto para março, o lançamento foi adiado por conta de uma esticadinha da turnê pela Europa.

O material é garantia de diversão mesmo para quem não esteve nos shows no Morumbi ou no Maracanã. O CD tem 13 faixas e começa com bons exemplos de Hard Candy, seu mais recente álbum de inéditas, no qual se baseia a turnê. Medleys de Candy Shop e Beat Goes On esquentam os argentinos. Na seleção também estão versões atuais para hits como Music, faixa-título do disco lançado em 2000, Vogue, La Isla Bonita e Like a Prayer, hits que explodiram na virada das década de 1980.

Emoção portenha - O DVD vem com quase 30 canções. Como era esperado, o set de Don''t Cry for Me, Argentina foi pura emoção e o estádio do River Plate veio abaixo. A primeira versão que Madonna fez para a canção foi para o longa-metragem musical Evita, de Alan Parker, filmado nos anos 1990.

No mais, os sets foram divididos da mesma maneira que a maioria dos shows ao redor do mundo - aproximadamente 3,5 milhões de pessoas assistiram ao show ao redor do mundo. A primeira parte, intitulada Gansgta Pimp, tem Candy Shop, Beats Goes On e Human Nature, além 4 Minutes e Give It to Me.

O segmento Old School traz Vogue, Die Another Day (que fez parte da trilha sonora de um dos filmes 007, Into the Groove, Heartbeat e uma versão roqueira de Borderline, com direito à cantora empunhando guitarras.

A latinidade é explorada em Gypsy, que reúne Rain Spanish Lesson e La Isla Bonita, entre outras músicas conhecidas com versões mais calientes.

Os extras também rendem bons momentos e mostram a correria que resultou no adiamento do primeiro show na Argentina, no início de dezembro: faltaram equipamentos e o resultado foi esse. Mas a diva não se abalou e, dias depois, já no Brasil, conheceu o modelo carioca Jesus Luz, com quem teve um romance.

Diário do Grande ABC

0 comentários:

Madonna Ever - Madonna sempre!